Quem sou eu

Minha foto

Criei esse espaço para dividir, somar e multiplicar as aventuras da maternidade, me tornei mão aos 40 anos, ser mãe é uma das melhores coisas que poderia ter acontecido na minha vida. Mãe, dona de casa, esposa e agora blogueira, seja bem vido(a) ao meu espaço.

Siga por email

Seguidores

Pesquisar este blog

Meu coração mora aqui.

MinhaFlorBela1

Lilypie Fourth Birthday

Selinho

https://plus.google.com/photos/118370895213320549216/ albums/6041220813981463809?banner=pwa

Facebook

Networked Blogs

Eu curto na blogosfera

Tecnologia do Blogger.

Google+ Badge

Total de visualizações de página

Translate

Postagens populares

Arquivo do blog

Visitantes Online

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
segunda-feira, 1 de abril de 2013


                                                   Imagem: Google

Para muita gente isso pode até parecer bobagem, mas para mim é algo muito, muito importante, vou explicar por que.
Desde 2006 que eu não dirijo, não sofri nem um acidente para ficar com traumas. O motivo pelo qual eu parei de dirigir parece tão idiota que às vezes tenho até vergonha de falar. Nós tínhamos um corsa ai meu marido resolve partir para um carro grande e compra uma Ford Ranger, sim e daí  você pode fala?, daí que ela era direção hidráulica, antes mesmo de tentar dirigir o carro meu marido começou a falar que era mais difícil dirigir um carro desses, primeiro por ser grande eu teria que prestar mais atenção no espaço na rua, que a direção hidráulica era mais fácil de fazer o carro perder a direção se tivesse acelerando muito e bla, bla, bla, bla.
Não pensem que eu não tentei, sim eu tentei, uma única vez... rsrsrs. Fui do centro para casa, nesse trajeto tem uma curva bem acentuada e na hora de passar nessa curva ele começou a falar, cuidado com a curva, não gira muito o volante que o carro vai rodar, abra mais, e foi falando, falando (afeeeee), fiquei tão nervosa que assim que chegamos em casa eu declarei que não ai mais dirigir. Tenho que admitir que eu desisti muito rápido, poderia ter tentado outras vezes, mas achei mais fácil desistir que a continuar tentando (podem puxar a minha orelha).
De lá pra cá anos se passaram sem que eu tentasse dirigir e fui adquirindo uma resistência interna, medo, insegurança, o trânsito foi ficando cada vez mais violento e acredito que fui me apegando a várias desculpas para não voltar a dirigir.

Estou voltando, sim gente estou voltando a dirigir, vocês não têm ideia do quanto isso está sendo importante para mim, acreditar que eu posso, que o bicho não tão feio quanto parece... hehehehe. Me vesti coragem e levei o carro de Rios dos Cedros até o nosso sítio em Pomerode, até passei na serrinha de Rio dos Cedros na maior tranquilidade, podem rir eu deixo, para quem estava tantos anos sem pegar no volante isso foi transpor uma barreira enorme.
O melhor da história, o carro é grande (não é mais uma pick-up), têm direção hidráulica e o que eu achei a coisa mais maravilhosa do mundo: ELE É AUTOMÁTICO, genteeeeeee, tem coisa melhor do que você não precisar ficar passando marcha. Adorei, estou super, mega feliz e queria dividir essa felicidade com todas (os) amigas (os).Detalhe dessa história, o marido quem sugeriu que eu voltasse a dirigir por causa da lei seca, ficou do meu lado sem ficar falando coisas e quando chegamos ainda disse que eu fui muito melhor do que ele imaginava, que eu o surpreendi.

Agora vem a parte engraçada da história, minha filha estava na cadeirinha dela,eu e pai trocamos de lugar e ela ficou olhando, logo sentei  na direção ela perguntou:
F- Mãe você vai dirigir??????
Eu- Sim filha, a mamãe vai dirigir.
F- Pai você vai ensinar a mamãe a dirigir? Eu quero apender também, posso pai, posso pai?????
kkkkkkkkkkk

Agora vou fazer umas aulas na auto-escola, acho isso muito importante, como disse antes o trânsito mudou muito.

E vocês já tiveram que superar algum medo? 

                                                                             


                                                                          BJS     

                                                      
Comentários
11 Comentários

11 comentários:

  1. Eu não tenho medo de dirigir, mas por comodismo e por falta de carro MEU, não dirijo a muitos anos. E também quero voltar. Boa sorte para você. Tenho certeza que vai superar!
    Beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Silma! fico feliz por vc. Que bom que conseguiu superar esse "medo" e evoluir em algo que realmente é importante na vida da gente. O poder ir e vir sem depender de uma outra pessoa é muito importante, né?! E qto ao carro automatico, é fantastico! hahahaha aqui não existe carro a marcha. Eu adoro!bjsss
    Tamy #amigacometa

    ResponderExcluir
  3. Eu tive uma experiência dessas durante a gravidez. Parei de dirigir no oitavo mês e depois que os bebês nasceram (tive um casal de gêmeos), meu marido comprou uma Doblô. Eu que já era ruim pra estacionar olhei pro tamanho do carro e pensei "tô frita". Ensaiei muito pra pegar. Primeiro dirigi sozinha dando uma volta no quarteirão. Só fui pra rua mesmo depois que colocamos o sensor de ré. Kkkkk
    Agora tô craque. Logo, logo você fica mais confiante, aiinda mais sendo automático!

    ResponderExcluir
  4. Oi Silma! Que bom vc volto, não deixe o medo ser mais forte que vc. Eu já tive um acidente gravissimo de carro e por isso demorei a tirar carteira tinha muito medo mas hoje dirijo tranquilamente, mas sempre dou preferencia para o maridão rsr
    Beijos!
    Tatty
    http://diariomaedeprimeiraviagemtatty.blogspot.com.br/
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  5. Que bom, Silma! Eu tb fiquei um tempão sem dirigir porque logo que tirei carta fui sair com o carro do meu pai e acabei esfolando todo rs. Aí depois de anos, eu pegava dois onibus pra trabalhar e o carro ficava na garagem de casa porque tinha medo. Um dia levantei, saí bem cedo e falei: eu preciso reagir, é hoje rs! Mudou minha vida e dependencia, aqui em sao jose tudo precisa de carro. Boa sorte querida, é muitpo bom quando conseguimos superar nossos medos né? e por mais que pareçam bobos, cada um tem o seu...
    gde beijo
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  6. Silma, que legal!!!! Eu adoro dirigir, mas dirijo tão pouco também, por aqui é só um carro, vamos sempre para o mesmo lugar, no mesmo horário e também voltamos juntos, só dirijo quando o marido pede. Aprendi a dirigir fora da auto-escola e com certeza o transito mudou muito, eu dirigia por necessidade pois minha mãe ficou doente e com 16 anos eu dirigia para levá-la as consultas e hospital. Ainda tenho um pouco de medo fico toda hora tensa para dirigir!
    Boa sorte!!!
    Beijos Ca
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  7. Parabens!!!! Nao consigo me imaginar sem dirigir, mas sei como alguns receios são poderosos e travam a gente... Na torcida!!
    Bjs
    Mari
    http://maricriando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. isso mesmo, coragem e vamos que vamos!
    Eu amo dirigir, adoro ir e vir e enlouqueceria se não dirigisse ahhahahahahhahaha
    Estou aqui vibrando por e com você.
    Beijos
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  9. Eu não penso minha vida sem dirigir.
    Amo essa liberdade.
    Sorte pra você.
    Estou chegando agora no grupo Amiga Comenta e já deixo registrado meu comentário da semana.
    Bjks
    www.cantinhodosam.com
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, já fui conhecer o teu blog.
      Bjs

      Excluir
  10. Ei Silma,
    não importa o motivo por ter parado, o importante é que você está vencendo um obstáculo e curtindo, né? Também tenho dificuldades para dirigir o carro do marido, prefiro o meu que é mais básico rs...
    De qualquer forma, continue, continue!
    Um abraço,
    Flávia Pellegrini
    @blognapracinha
    #amigacomenta

    ResponderExcluir

Olá, não esqueça de deixar o seu comentário. Obrigada pala visita... Bjs